quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Memorando DFE4 - Angola 1963-65

Música

Em termos radiofónicos, a música era sem dúvida o que mais gostávamos de ouvir. Quase todos tínhamos um transístor portátil, a pilhas, melhor ou pior qualidade. Ouvia-se por isso a Emissora Nacional e a música popular portuguesa. A Emissora Nacional era a rádio de maior audiência e com melhor sintonia em Angola. A música popular portuguesa a preferida. Os corridinhos algarvios, tocados a preceito pela Eugénia Lima e Isidoro Baptista, davam gosto ouvi-los!
Alguns cantores surgiram pela primeira vez na música portuguesa, como por exemplo, Carlos do Carmo, que adoptou um estilo diferente dos fadistas famosos mais antigos; como Amália Rodrigues, Hermínia Silva, Lucília do Carmo, Francisco José, Fernando Farinha; podia-se também ouvir: Tony de Matos, Tristão da Silva e António Mourão. Na música ligeira, ouvia-se António Calvário, Artur Garcia, Simone de Oliveira, Alice Amaro; ainda Luís Góis, Zeca Afonso e Adriano Correia de Oliveira, nas canções de Coimbra. Em Angola surge o Duo Ouro Negro formado por Raul Indipwo e Milo MacMahon. A outra grande novidade é o Rock and Roll: O Yé-Yé e o Twist.É a época da formação dos Conjuntos ou Bandas estrangeiras, bem como nacionais que influenciaram socialmente o comportamento dos mais jovens…

Na música brasileira, ouvia-se esporadicamente os cantores Ivon Cury, Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Nelson Ned (o cantor que não sabia o que não sabia o que fazer aos domingos à tarde...), Teixeirinha, o cantor das desgraças, quando a data de calendário coincidia com o 13 de Agosto e era sexta-feira; tudo lhe acontecia… Milton Nascimento, Caetano Veloso, Maria Betânia, etc


Roberto Carlos, Nelson Ned, Gal Costa, Teixeirinha e Erasmo Carlos




video

2 comentários:

  1. Alvaro! Adorei Conhecer mais um pouco dos tempos que passaram em Angola,pensei que o Agostinho só gostava de futebal,afinal voces tinham varias maneiras de passar as horas.
    É bonito para voces que lá istiveram recordar esses tempos,eu tambem adoro seguir os vossos blogs.
    Um abraço Mimi

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Mimi
    Sei que até já estás integrada há muito no DFE4. De coração quando casaste com o Agostinho -alguma música te deu para te convencer!-, Com o Destacamento desde o nosso 1º Encontro em 2005.Foi recíproco entre grupo de amigos.
    Um beijinho e um grande abraço ao Agostinho

    ResponderEliminar